A Campus Party ainda nem terminou, mas já revela algumas tendências tecnológicas que irão afetar de forma positiva o mercado nacional. Neste ano a Campus Party acontece de 31/01 a 05/02, no Anhembi, em São Paulo, SP e irá contar com mais de 700 horas de conteúdo, 09 palcos temáticos, 100 horas do The Big Hackathon – vamos explicar adiante -, 40 GB de internet de alta velocidade, mais de 8 mil pessoas na Arena e 80 mil na Open Campus – área gratuita.

Campus Party 2017

Este ano a Campus Party está mais colaborativa, onde os próprios campuseiros auxiliam na criação dos conteúdos por meio da plataforma do evento. Assim, o Presidente do Instituto, Francesci Farruggia confirma a tendência colaborativa, a qual vamos nos referir adiante.

campus party

A Campus Party sempre movimenta o mercado, mas esse ano está com alguns diferenciais, confira as tendências:

1. Mercado de Startups colaborativas

nearbee-startup-colaborativa

Diversas empresas, nacionais e internacionais, em fase de crescimento, atentaram para a tendência de um mercado de Startups colaborativas, nos modelos do Uber e Airbnb. A aposta dessas empresas é em um sistema de softwares colaborativos, onde os fornecedores de serviços têm contato direto com os clientes. Ainda, essas empresas mostraram alto potencial de aceitação no mercado, recebendo altos índices de download de seus aplicativos e milhares de cadastros. O app Nearbee, por exemplo, alcançou 10 mil downloads em nove meses e, este ano, pode ser adotado oficialmente pela Secretaria de Segurança da Bahia. O app consiste em uma ideia simples e colaborativa. Quando em situação de perigo, o usuário ativa em alerta e envia informações de sua localização para amigos e familiares, que podem acompanhá-la e utilizá-la para alertar as autoridades policiais.

2. Mudanças na forma de pagamento

pagamento-visa

Mais nova patrocinadora do evento, a Visa busca por soluções e facilidades na área de pagamento. A empresa busca pessoas com conhecimento na área e espírito empreendedor para melhorar a experiência de compra do consumidor final. Para isso promove um Hackathon de 24 para a busca e melhoria dessas tecnologias que prometem mudanças significativas na área de pagamentos.

3. Multiplicação dos apps

app-campus-party

A própria Campus Party já confirma essa tendência que havíamos falado ano passado neste post. Este ano o evento aposta no app próprio para acompanhamento da programação e interação entre os participantes. E, como mencionamos anteriormente, a plataforma permite que os campuseiros contribuam para os conteúdos apresentados.

4. Soluções tecnológicas para melhoria da qualidade de vida

the-big-hackathon

A ONU também promoverá um Hackathon, mas esse terá mais de 100 horas de duração! O objetivo dos participantes  é fomentar a proposta de criar soluções tecnológicas para os 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) propostos pela ONU. Segundo a Organização, esse Hackathon também tem o objetivo de incentivar o empreendedorismo do brasileiro.

Entre os desafios do “The Big Hackathon: Soluções digitais para os Objetivos Globais” estão a erradicação da pobreza; fome zero e agricultura sustentável; saúde e bem-estar; educação de qualidade; igualdade de gênero; água potável e saneamento; energia limpa e acessível; trabalho decente e crescimento econômico; ação contra a mudança global de clima; vida na água; vida terrestre; paz, justiça e instituições eficazes.

Ainda, a palestrante Karen Sandler também abordou o tema, de um ângulo mais polêmico. A ativista do software livre defende o uso de softwares de código aberto em áreas como a da saúde. Vamos ver o que ainda virá deste tema.

5. Cidades inteligentes

cidades-inteligentes

O primeiro Fórum de Cidades Inteligentes e Humanas também acontecerá na Campus Party. Ele aborda a tendência das transformações trazidas pela revolução digital nas cidades. Foram abordados os temas da participação mais aberta da população e as questões legislativas envolvidas para o desenvolvimento tecnológico das cidades.

 

Ainda há muita coisa por vir!

Esse ano o evento irá contar com Competição de Drones e temas ousados como Internet of Things e inteligência artificial. Então fique ligado pois ainda teremos novidades!